Destrutividade e experiência traumática primária

Autores

  • René Roussillon Psicanalista, membro da Sociedade Psicanalítica de Paris.

DOI:

https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v24i3.326

Palavras-chave:

destrutividade, pulsão de morte, integração psíquica, sobrevivência do objeto, negativismo

Resumo

O principal obstáculo à elaboração das formas da destrutividade se deve à tendência a considerá-la a expressão de si mesma. Quando um distanciamento pode ser introduzido entre a expressão manifesta da destrutividade e suas implicações inconscientes ou latentes, abre-se um espaço de trabalho que começa a torná-la elaborável. Proponho examinar três distanciamentos que tornam a destrutividade interpretável: Freud e a questão da integração psíquica, o conceito do uso do objeto proposto por Winnicott e a simbolização da dessimbolização.

Palavras-chave: destrutividade, pulsão de morte, integração psíquica, sobrevivência do objeto, negativismo.


Destructiveness and primary traumatic experience

The main obstacle to the elaboration of forms of destructiveness is the tendency to consider the latter the expression of itself. When distancing can be introduced between the manifest expression of destructiveness and its unconscious or latent implications, an opportunity to work arises and facilitates the elaboration of destructiveness. The author proposes to examine three kinds of distancing that make destructiveness interpretable: Freud and the issue of psychical integration, the concept of the use of the object proposed by Winnicott and the symbolization of desymbolization.

Keywords: destructiveness, death drive, psychical integration, survival of the object, negativism.

 

Destructividad y experiencia traumática primaria

El principal obstáculo para la elaboración de las formas de destructividad se debe a la tendencia a considerarla la expresión de la propia destructividad. Cuando se puede introducir un distanciamiento entre la expresión manifiesta de la destructividad y sus implicaciones inconscientes o latentes, se abre un espacio de trabajo que empieza a hacerla elaborable. Propongo examinar tres distanciamientos que vuelven interpretable la destructividad: Freud y la cuestión de la integración psíquica, el concepto de uso del objeto planteado por Winnicott y la simbolización de la desimbolización.

Palabras clave: destructividad, pulsión de muerte, integración psíquica, supervivencia del objeto, negativismo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

14-12-2017

Como Citar

Roussillon, R. (2017). Destrutividade e experiência traumática primária. Revista De Psicanálise Da SPPA, 24(3), 417. https://doi.org/10.5281/sppa revista.v24i3.326

Edição

Seção

Artigos