Editorial

Autores

  • Tula Bisol Brum Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA)

Palavras-chave:

editorial.

Resumo

Prezado leitor,

Com muita satisfação anuncio que 2013 será um ano especial para a Sociedade Psicanalítica e a Revista de Psicanálise.

Um primeiro motivo é que a SPPA comemora 50 anos de ensino e divulgação da psicanálise desde seu reconhecimento como sociedade pertencente à IPA em 1963 no congresso de Estocolmo. Na ocasião foi fundada a SPPA por quatro membros titulares e didatas, Cyro Martins, Mario Martins, José Jaime Lemmertz e Celestino Prunes, e pelos membros associados, Roberto Pinto Ribeiro, Paulo Guedes, David Zimmermann e José Maria Santiago Wagner. No entanto sua existência começou em 1957, quando foi fundado o Centro de Estudos Psicanalíticos de Porto Alegre por Mário Alvarez Martins, José Jaime Lemmertz, Cyro Martins e Celestino Moura Prunes, tendo como sede o prédio do relógio na Rua Andrade Neves, esquina com a Rua da Ladeira, desde então sua casa. Agora, na maturidade, consolida-se como uma instituição de ensino prestigiada no âmbito nacional e internacional por sua qualificada formação psicanalítica. Teve um dos seus membros efetivos, Cláudio Eizirik, presidente da IPA por duas gestões. Outros colegas membros efetivos também ocuparam ou ocupam cargos diretivos na IPA.

Um segundo motivo é que, com a mesma qualificação e reconhecimento, a Revista comemora 20 anos desde sua fundação em 1993 na gestão de Luiz Carlos Meneghini tendo como primeiro editor Mauro Gus. A este se seguiram, por longos vinte anos de dedicação, José Carlos Calich, César Luis de Souza Brito, Anette Blaya Luz e Zelig Libermann. Editores associados, colegas da comissão editorial e todos que participam no processo de avaliação, editoração e diagramação vêm aprimorando a qualidade científica de nossas publicações.

Estes dois motivos de muita alegria serão comemorados com seções especiais nos números de 2013, seções em que publicaremos artigos de vários colegas que abordam temas sobre a formação e história da psicanálise e da SPPA. No final de outubro de 2013, também para comemorar estas datas, lançaremos, na 59ª Feira do Livro de Porto Alegre, uma edição especial sobre psicanálise e cultura, na qual divulgaremos participações de colegas em atividades, junto à comunidade, centradas em literatura, arte, cinema, teatro e música. Através das questões estéticas, éticas e humanas, a psicanálise sempre esteve muito próxima e interligada à cultura. Esta interação enriquece ambos os lados, cresce de forma significativa e faz com que a SPPA ocupe cada vez mais espaços ligados a essas reflexões.

Um terceiro motivo é que, a partir deste ano, a Revista passa a ser publicada on line, fruto do crescimento e aprimoramento como órgão de divulgação da psicanálise e também de uma exigência para manter a indexação conquistada durante este processo de evolução. Desta forma, em janeiro de 2013, foi instalado no computador da Revista o SEER (Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas), no qual será processado todo o seu funcionamento. Para conservar nossa cuidadosa postura em relação ao conteúdo do que publicamos, optamos pelo acesso restrito, ou seja, para se acessar o artigo na íntegra será necessário comprar o número ou assinar a Revista. Caso contrário ter-se-á acesso apenas aos descritores e resumos.

Assim, este número 03/2012 será o primeiro editado on line. Com temas diversificados e contribuições de psicanalistas de várias localidades, contém, além da Seção especial comemorativa dos 50 anos da SPPA e 20 anos da Revista, uma Seção especial sobre o simpósio do NIA realizado em maio de 2012. Nesta, publicamos as participações dos colegas convidados Bernardo Tanis, Mariano Horenstein e o trabalho premiado de Eneida Iankilevich (Prêmio Zaira de Bittencourt Martins), que versam sobre histórias contadas, histórias construídas.

Na primeira seção especial comemorativa deste ano, temos o artigo de Gerson Berlim sobre ética e o de Rute Maltz sobre a história da observação de bebês pelo método Bick na SPPA. Aliás, o tema da infância está bem presente neste número. Além dos já citados, temos o texto de David Rosenfeld sobre a influência dos traumas infantis na idade adulta, o de Marília Cecília Pereira da Silva sobre a interpretação do traumático na construção narrativa e o de Alícia Lisondo sobre o potencial diagnóstico do método de observação de bebês.

Roaldo Machado, baseado na saga do conde Drácula, correlaciona hipóteses de Freud relativas ao recalcamento com hipóteses advindas de diversas ciências (antropologia, filosofia, mitologia).  Procura examinar o recalcado oriundo da filogênese e a compulsão à repetição com prevalência da pulsão de morte.

Finalizamos este número com duas entrevistas, uma preparada pela comissão científica para a atividade Conversando com Janine Puget, que ocorreu em abril de 2012, e outra pela comissão editorial com os convidados do simpósio do NIA, Bernardo Tanis e Mariano Horenstein. Janine discorre sobre sua trajetória e teoria vincular em psicanálise e Tanis e Horenstein sobre sua formação como psicanalistas e suas experiências como editores das revistas, respectivamente RBP e Caliban (FEPAL).

Desejo a todos uma boa leitura.

Tula Bisol Brum

Editora da Revista de Psicanálise da SPPA

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-03-26

Como Citar

Brum, T. B. (2013). Editorial. Revista De Psicanálise Da SPPA, 19(3). Recuperado de https://revista.sppa.org.br/RPdaSPPA/article/view/22

Edição

Seção

Editorial