Um sonho de dois e dois sonhos de um: compulsão, repetição e elaboração. Uma comunicação que não pôde ser realizada há mais de vinte anos por razões éticas atualmente desaparecidas

Autores

  • Luis Rascovsky Asociación Psicoanalítica Argentina (APA)

Palavras-chave:

Rascovsky, Compulsão, Repetição, Transferência, Elaboração

Resumo

Há um pouco mais de tempo do que o indicado acima, foi-me encaminhado um paciente para tratamento. Era um homem jovem, de inteligência brilhante, raciocínio rápido, eloquente, com um grande senso de humor, com uma atividade pouco usual e colocada a serviço de uma indústria na qual não apenas se destacou pela importância econômica da mesma, mas também pelos estudos detalhados que, para seu melhor desenvolvimento, realizava permanentemente. Este conjunto de circunstâncias criou em mim um franco desejo de colaborar para a solução de seus problemas, ou seja, uma contratransferência positiva. Eu percebia, por outro lado, que ele havia desenvolvido os mesmos sentimentos em relação a mim. O título deste breve trabalho pretende destacar que um sonho no seu conteúdo manifesto e latente foi sonhado por duas pessoas, o paciente e eu como terapeuta, na noite após uma sessão um tanto agitada. Também o chamo de dois sonhos de um por ter a absoluta convicção de que ambos foram resultado do processo analítico que estava ocorrendo nesse momento (AU)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Rascovsky, Asociación Psicoanalítica Argentina (APA)

Médico, Psicanalista (formado na Asociación Psicoanalítica Argentina). Foi um dos primeiros analistas didatas e um dos fundadores da APA.

Referências

Sem referências

Publicado

2020-08-22

Como Citar

Rascovsky, L. (2020). Um sonho de dois e dois sonhos de um: compulsão, repetição e elaboração. Uma comunicação que não pôde ser realizada há mais de vinte anos por razões éticas atualmente desaparecidas. Revista De Psicanálise Da SPPA, 19(1). Recuperado de https://revista.sppa.org.br/RPdaSPPA/article/view/598