Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

Caminhos da dor: do corpo à dor de existir

Norma Lottenberg Semer, Ariane Fadel Martinho, Roberta Katz Abela

Resumo


Este trabalho se refere a uma reflexão sobre lutos e traumas precoces em uma paciente com queixa de dor física, em um centro clínico de pesquisa em psicoterapia. A dificuldade para lidar com dor psíquica, com as emoções ao lado do risco da desorganização pode levar a uma saída somática do luto. Procuramos ilustrar nosso trabalho por meio de vinhetas clínicas de um caso clínico articuladas com as teorias psicanalíticas.

Palavras-chave: dor física, dor psíquica, luto, somatizações.

 

Abstract

Paths of pain: from the body to the pain of existing

This paper refers to a reflection about mourning and early traumas in a patient with chronic pain in a clinical and research center of psychotherapy. The struggle to handle psychic pain and emotions, associated to the risk of mental disorganization, may lead to a somatic way out of grief. We try to illustrate our work through clinical vignettes of a case report articulated with psychoanalytic theories.

Keywords: physical pain, psychic pain, mourning, somatizations.

 

Resumen

Caminos del dolor: del cuerpo al dolor de existir

Ese trabajo se refiere a una reflexión sobre duelos y traumas precoces en una paciente con queja de dolor físico, en un centro clínico de investigación en psicoterapia. La dificultad para hacer frente al dolor psíquico, con las emociones junto al risco de desorganización, pueden llevar a una salida somática del duelo. Lo que procuramos es ilustrar nuestro trabajo por las viñetas clínicas, articuladas con las teorías psicoanalíticas.

Palabras clave: dolor físico, dolor psíquico, duelo, somatizaciones.


Palavras-chave


dor física; dor psíquica; luto; somatizações

Texto completo:

PDF

Referências


Aisemberg, E. (2010). Psychosomatic conditions in contemporary psychoanalysis. In

Psychosomatics Today. A Psychoanalytic Perspective (p. 111-130). Karnac : London.

Aisenstein, M. (2004). Les dieux ne connaissent pas la fatigue, les héros parfois, mais les héroïnes

jamais... In Revue Française de Psychosomatique, n° hors-série, p. 55-63.

Bion, W. R. (1963). Elements of Psycho-Analysis. London: W. Heinemann Medical Books.

D’Alvia, R. (2008). Consideraciones teórico-clínicas sobre el cuerpo y el dolor. In El cuerpo:

lenguajes y silencios (pp.131-149). Buenos Aires: Lugar Editorial. Asociación

Psicoanalítica Argentina.

Fischbein, J. E. (2008). Patología del duelo y somatización. In El cuerpo: lenguajes y silencios

(p.111-129). Buenos Aires: Lugar Editorial. Asociación Psicoanalítica Argentina.

Fleming, M. (2003). Dor sem nome-pensar o sofrimento. Porto: Ed. Afrontamento.

Freud, S. (1895). Projeto para uma psicologia científica. In Edição standard das obras completas

de Sigmund Freud (Vol. 1, pp.347-397). Rio de Janeiro: Imago, 1988.

Freud, S. (1911). Formulações sobre os dois princípios do funcionamento mental. In Edição

standard das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 13, pp. 237-248). Rio de Janeiro:

Imago, 1988.

Freud, S. (1914). Sobre o narcisismo: uma introdução. In Edição standard das obras completas de

Sigmund Freud (Vol. 14, pp.81-108). Rio de Janeiro: Imago, 1988.

Freud, S. (1917). Luto e melancolia. In Edição standard das obras completas de Sigmund Freud

(Vol. 14, pp. 275-292). Rio de Janeiro: Imago, 1988.

Freud, S. (1920). Além do princípio do prazer. In Edição standard das obras completas de

Sigmund Freud (Vol. 18, pp. 17-90). Rio de Janeiro: Imago, 1988.

Freud, S. (1924). O problema econômico do masoquismo. In Edição standard das obras

completas de Sigmund Freud (Vol. 19, pp. 199-216). Rio de Janeiro: Imago, 1988.

Freud, S. (1926). Inibição, sintoma e angústia. In Edição standard das obras completas de

Sigmund Freud (Vol. 20, pp. 81-171). Rio de Janeiro: Imago, 1988.

Kreisler. L. (1992). A nova criança da desordem psicossomática. São Paulo: Casa do Psicólogo,

Lutenberg, J. (2007). El vacío mental. Lima: Siklos.

Malpique, C. & Fleming, M. (2010). Psicanálise e mudança psíquica. Cartografias para uma

viagem. Porto: Ed. Afrontamento. Biblioteca das Ciências Sociais.

McDougall, J. (1991). Teatros do corpo. O psicossoma em psicanálise. São Paulo: Martins

Fontes.

Mosner, M. K. & Mosner, M. I. (2009). Sentimiento de dolor y angustia, vectores de la vida

psíquica. Revista de Psicoanálisis – APA, 66(1): 263-277.

Séchaud, E. (2010). Particular vicissitudes of the drive confronted with mourning: sublimation

and somatization. In Psychosomatics Today. A Psychoanalytic Perspective (pp. 131-

. London: IPA, Karnac.

Semer, N. L. (2012). Dor e sofrimento psíquico: uma reflexão sobre as relações e repercussões

corpo e mente. Revista Brasileira de Psicanálise, 46: 188-199.

Semer, N. L., Esquivel, D. A., Leonel, J. C., Jordy, K. S., Abela, R. K., et al. (2008). Dor física

e dor psíquica: experiência em pesquisa psicanalítica. In R. M. Volich, F. C. Ferraz, W.

Ranña (Org.). Psicossoma IV: Corpo, história e pensamento (pp. 346-356). São Paulo:

Casa do Psicólogo.

Shapiro, B. (2003). Building bridges between body and mind: the analysis of an adolescent with

paralyzing chronic pain. The International Journal of Psychoanalysis, 84: 547-561.

Winnicott, D. W. (1966). A enfermidade psicossomática em seus aspectos positivos e negativos.

In Explorações psicanalíticas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994.




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v24i1.275

Direitos autorais



Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação Quadrimestral | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | Qualis: B2 Psicologia
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br