Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

A constituição do espaço psíquico e a mente primitiva

Nilde Parada Franch

Resumo


Resumo

Em seu texto, a autora parte do princípio de que o espaço psíquico não é algo dado, mas que necessita ser construído. Nesse processo de construção, entram em jogo vários fatores, entre os quais a capacidade materna de rêverie. Utilizando conceitos como os de simetria absoluta, assimetria, os estudos de E. Bick e D. Meltzer sobre dimensionalidade, a autora vai apresentando suas ideias e ilustrando-as com vinhetas clinicas. A constituição de uma terceira dimensão, quando, então, o espaço psíquico passa a existir, é um dos temas tratados no artigo, pois se liga à possibilidade de representar e simbolizar.

Palavras-chave: assimetria/simetria, dimensionalidade, estado fusional, espaço psíquico, estados de integração/desintegração, identificação adesiva, rêverie, separabilidade, simbolização, sonhar.


Abstract

The constitution of the psychical space and the primitive mind

In this text, the author starts from the principle that the psychical space is not something given, but rather something that needs to be built. In this process of constitution, several factors come into play such as the maternal ability of rêverie. Using concepts as those of absolute symmetry and asymmetry, and the studies conducted by E. Bick and D. Meltzer on dimensionality, the author presents her ideas and illustrates them by means of clinical vignettes. The constitution of a third dimension, the moment when the psychical space starts to exist, is one of the topics referred to in this work, since it is connected to the possibility of representing and symbolizing.

Keywords: asymmetry/symmetry, dimensionality, fusional state, psychical space, integration/disintegration states, adhesive identification,rêverie, separability, symbolization, dreaming.

 

Resumen

La constitución del espacio psíquico y la mente primitiva

En su texto, la autora parte del principio de que el espacio psíquico no es algo dado, sino que necesita construirse. En ese proceso de construcción, entran en juego varios factores, entre los cuales la capacidad materna de rêverie. Utilizando conceptos como los de simetría absoluta, asimetría, los estudios de E. Bick y D. Meltzer sobre dimensionalidad, la autora va presentando sus ideas e ilustrándolas con viñetas clínicas. La constitución de una tercera dimensión, cuando, entonces, el espacio psíquico pasa a existir, es uno de los temas tratados en el artículo, pues se conecta a la posibilidad de representar y simbolizar.

Palabras clave: asimetría/simetría, dimensionalidad, estado fusional, espacio psíquico, estados de integración/desintegración, identificación adhesiva, rêverie, separabilidad, simbolización, soñar.

 


Texto completo:

PDF

Referências


Barros, E. M. da R. (2006). Trabalho psíquico, simbolização e elaboração. São Paulo: SBPSP, 20 p. (Apresentado em: Eixo conceitual: Recordar, repetir e elaborar no pensamento kleiniano, São Paulo, 23 ago. 2006).

Bick, E. (1964). Notas sobre la observación de lactantes en la enseñanza del psicoanálisis. Revista de Psicoanálisis, 24 (1): 97-115, 1967.

Grotstein, J. S. (2003). Espaço interno: suas dimensões e coordenadas. In J. S. Grotstein, Quem é o sonhador que sonha o sonho? Um estudo de presenças psíquicas (pp. 145-64). Rio de Janeiro: Imago.

Houzel, D. (1991). Identificação introjetiva, reparação, formação de símbolos. São Paulo: SBPSP, 1999. 12 p. Notas: Original Publicado em: J. Psychanal. L'enfant,10: 46-72, 1991.

Houzel, D. (1993). Aspects spécifiques du transfert dans les cures d'enfants autistes. s.n: Audit, 1993. 18 p. Apresentado em: Colloque, Alès-en-Cèvennes, 24-25 oct., 1992.

Klein, M. (1996). Situações de ansiedade infantil refletidas em uma obra de arte e no impulso criativo: 1929. In M. Klein, Amor, culpa e reparação e outros trabalhos: 1921-1945 (Vol. 1, pp. 240-8), Rio de Janeiro: Imago.

Meltzer, D. (1986). Identificação adesiva. Jornal de Psicanálise, 19: 40-52.

Meltzer, D. et al. (1979). Exploración del autismo: un estudio psicoanalítico. Buenos Aires: Paidós, 215 p.

Pistiner de Cortiñas, L. (2007). La dimensión estética de la mente, variaciones sobre un tema de Bion (1 ed.). Buenos Aires: Del signo, 2007.

Segal, H. (1993). Sonho, fantasia e arte. Rio de Janeiro: Imago, 132 p.

Winnicott, D.W. (1975). O brincar e a realidade. Rio de Janeiro: Imago.




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v23i1.230

Direitos autorais

Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação Quadrimestral | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | Qualis: B2 Psicologia
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br