(Re)considerações em torno da identidade de gênero na infância e adolescência

Autores

  • Marlene Silveira Araújo Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA)
  • Carolina Silveira Campos Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA)

Palavras-chave:

Gênero, Psicanálise, Infância, Adolescência e cultura atual

Resumo

Nesse artigo, as autoras pretendem fazer a revisão de um material escrito em 2005 de modo a trazer considerações mais atuais sobre o tema. Para tanto, o texto será revisto por uma das autoras, na tentativa de colocar, em palavras, uma série de conversas sobre o tema da identidade de gênero na infância e adolescência de forma a fazer uma homenagem póstuma à autora principal do artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marlene Silveira Araújo, Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA)

Membro efetivo, analista didata da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA) e analista de adultos, crianças e adolescentes.

Carolina Silveira Campos, Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA)

Membro aspirante da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA), candidata em formação do 3º ano.

Referências

Araujo, M.S. (1998). A família na virada do milênio: maternidade e paternidade. Revista de Psicanálise da SPPA, 5(2), 195-200.

Araujo, M.S. et al. (1991). Contribuições ao estudo da identidade de gênero no processo analítico. IX Congresso Brasileiro de Psicanálise, São Paulo, 1991.

Araujo, M.S. et al. (1995). Influência da identidade de gênero no processo analítico: uma reflexão. XV Congresso Brasileiro de Psicanálise, Recife, 1995.

Araujo, M.S. et al. (2000). Contribuição ao estudo do distúrbio de identidade de gênero – a propósito de estudo de casos. Trabalho não publicado.

Araujo, M.S. et al. (2005). Gênero e psicoterapia. In C.L. Eizirik, R.W. Aguiar, S.S. Schestatsky, (Orgs). Psicoterapia de orientação analítica: fundamentos teóricos e clínicos, (2ª ed., pp. 463-469). Porto Alegre: Artmed.

Araujo, M.S.; Ferreira, M.H. (2006). Contratransferêrencia no atendimento de pais, casais e famílias. In J. Zaslavsky, M.J.P. Santos, (Org.), Contratransferência, (pp. 186-192). Porto Alegre: Artmed.

Freud, S. (1905). Três ensaios sobre a teoria da sexualidade. In Três ensaios sobre a teoria da sexualidade, análise fragmentária de uma histeria (caso Dora) e outros textos, 1ª ed – São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

Kohon, G. (2018). “Bye bye sexuality” In R Perelberg (Ed.), Psychic bisexuality: a british- french dialogue, (pp.258-276). London: Routledge.

Leite Netto, O.F. (2021). História de uma regra não escrita: a proscrição da homossexualidade masculina no movimento psicanalítico. Jornal de Psicanálise (SBPSP), 54(100), 329-332.

Lemma, A. (2020). Identidades trans-itórias. In Livro Anual de Psicanálise (Tomo XXXIV-1, 175-194). São Paulo: Escuta.

Mcdougall, J. (1998). Las mil y unas caras de Eros. Buenos Aires: Paidós.

Money, J. et al. (1955a). An examination of some basic sexual concepts: the evidence of human hermaphrodistism. Bull. Johns Hopkins Hosp. 97, 301-319.

Money, J. et al. (1955b). Hermaphroditism: recommendations concerning assignment of sex, change of sex, and psychologic management. Bull. Johns Hopkins Hosp. 97, 284-300.

Moore, E.B. & Fine, B. (1992). Termos e conceitos psicanalíticos. Porto Alegre: Artes Médicas.

Nogueira, J.A. (2005). Os transtornos da sexualidade no adulto. In SPPA (Org.), Psicanálise e sexualidade: tributo ao centenário de três ensaios sobre uma teoria da sexualidade, (pp. 131-139). São Paulo: Casa do Psicólogo.

Person, E. & Ovesey, L. (1983). Psychoanalytic theories of gender identity. J. Am. Acad. Psychoanal., 11, 203-227.

Person. E.S. (2005). No girar da roda: uma reflexão no centenário dos Três Ensaios de Freud sobre a teoria da sexualidade. In SPPA (Org.) Psicanálise e sexualidade: Tributo ao centenário de Três ensaios sobre uma teoria da sexualidade, (pp. 17-44). São Paulo: Casa do Psicólogo.

Stoller, R. (1968). Sex and gender on the development of masculinity and femininity. New York: Science House.

Stoller, R. (1976). Primary femininity. Journal of the American Psychoanalytic Association, 24(suppl.), 59-78.

Stoller, R. (1982). Masculinidade e feminilidade: apresentações do gênero. Porto Alegre: Artes Médicas.

Stoller, R. (1992). A experiência transsexual. Rio de Janeiro: Imago.

Tyson, P. & Tyson, R. (1993). Teorias Psicanalíticas do desenvolvimento. Porto Alegre: Artes Médicas.

Publicado

2021-12-04

Como Citar

Silveira Araújo, M., & Silveira Campos, C. (2021). (Re)considerações em torno da identidade de gênero na infância e adolescência. Revista De Psicanálise Da SPPA, 28(3), 569–581. Recuperado de https://revista.sppa.org.br/RPdaSPPA/article/view/946