Algumas observações oriundas da leitura de O estrangeiro de Albert Camus

Autores

  • Paulo Henrique Favalli Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA)

Palavras-chave:

Albert Camus, O estrangeiro, patologias do vazio, pulsão de morte, pós-modernidade

Resumo

A obra literária de Albert Camus O estrangeiro apresenta um personagem cujo comportamento leva a pensar em quadros clínicos cada vez mais frequentes no mundo atual. São as chamadas patologias do vazio, as quais se caracterizam pela incapacidade de pensar e de dar às diversas experiências da vida um significado emocional mais genuíno.

 

Some observations from reading Albert Camus’ The stranger

Albert Camus’ literary work The stranger presents a character whose behaviorreminds us of clinical cases which are increasingly frequent nowadays. Those are the so-called pathologies of emptiness, which typically show an inability to think and to assign real emotional meaning to the very experiences of life.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Henrique Favalli, Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA)

Membro efetivo da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre (SPPA)

Referências

Camus, A. (1957) O Estrangeiro. Rio de janeiro: Record. 2005.

Kristeva, J. (1993) As novas doenças da alma. Rio de Janeiro: Rocco, 2002.

Lisondo, A.B. D. (2004) Na cultura do vazio, patologias do vazio. Revista Brasileira de Psicanálise, 38 (2), pp. 335-358, 2004.

Publicado

2013-09-06

Como Citar

Favalli, P. H. (2013). Algumas observações oriundas da leitura de O estrangeiro de Albert Camus. Revista De Psicanálise Da SPPA, 20(2), 389. Recuperado de https://revista.sppa.org.br/RPdaSPPA/article/view/93