Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

Schreber, um estudo sobre a paranóia e a violência

Roaldo Naumann Machado

Resumo


O presente trabalho visa a uma recapitulação de pontos essenciais daautobiografia de Schreber, baseada principalmente em suas memórias erelacionada com obras de vários autores como Freud, Castoriades-Aulagnier, Lacan, Santner, Arendt, Carone, Zizek e outros. O assuntorelaciona-se com a paranoia e a origem da violência, vista tanto do pontode vista da ontogênese como da filogênese. Examinam-se, com certaatenção as consequências do abuso, em um sentido, amplo e do traumae suas impossibilidades de elaboração com o retorno do forcluido e acisão do eu.


Palavras-chave


Schreber, paranoia, homossexualidade, agressividade e violência, projeção, elaboração, forclusão.

Texto completo:

PDF

Referências


Arendt, H. (1970). Sobre a violência. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

Brunel, P. (1988). Dicionário de mitos literários. Rio de Janeiro: José Olympio.

Carone, M. (1995). Da loucura de prestígio ao prestígio da loucura. In: D. P. Schreber. Memórias de um doente dos nervos. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Castoriades-Aulagnier, P. (1975). A violência da interpretação. Buenos Aires: Amorrortu, 1977.

Eliade, M. (1954). O mito do eterno retorno. São Paulo: Mercuryo, 2007.

Freud, S. (1911). Sobre um caso de paranóia descrito autobiograficamente (Schreber). In: S. Freud, Obras completas (Vol.12). Buenos Aires: Amorrortu, 1989.(1912-13). Totem y Tabu. In: S. Freud, Obras completas, (Vol.13). Buenos Aires: Amorrortu, 1989.

______. (1914). À guisa de introdução ao narcisismo. Rio de janeiro: ESPN; Imago (Vol.1), 2004.

______. (1915a). Pulsão e destinos da pulsão. Rio de Janeiro: ESPN; Imago (Vol.1), 2004.

______. (1915b). O inconsciente. Rio de Janeiro: ESPN; Imago (Vol. 2), 2006.

______. (1917). Suplemento metapsicológico à teoria dos sonhos. Rio de Janeiro: ESPN; Imago, (Vol. 2), 2006.

______. (1918). Da história de uma neurose infantil (O homem dos lobos). In: S. Freud, Obras completas, Buenos Aires: Amorrortu, 1989.

______. (1920). Além do princípio do prazer. Rio de Janeiro: ESPN; Imago (Vol. 2), 2006.

______. (1921). Psicologia das massas e análise do eu. In: S. Freud, Obras completas. Buenos Aires: Amorrortu, 1989.

______. (1923). O eu e o id. Rio de Janeiro: ESPN; Imago, (Vol.3), 2007.

______. (1924). O problema econômico do masoquismo. Rio de Janeiro: ESPN; Imago (Vol. 3), 2007.

______. (1925). A negativa. Rio de Janeiro: ESPN; Imago (Vol. 3), 2007.

______. (1927). O humor. In: S. Freud, Obras completas (Vol. 21). Buenos Aires: Amorrortu, 1989.

______. (1928). Dostoievski e o parricídio. In: S. Freud, Obras completas (Vol. 21). Buenos Aires: Amorrortu, 1989.

______. (1930). /O mal-estar na cultura. In: S. Freud, Obras completas (Vol. 21). Buenos Aires: Amorrortu, 1989.

______. (1937). Construções em análises. In: S. Freud, Obras completas (Vol. 23). Buenos Aires: Amorrortu, 1989.

______. (1940). A cisão do eu no processo de defesa. Rio de Janeiro: ESPN; Imago (Vol.3), 2007.

______. (1950). Carta 52 a Fliess. In: S. Freud, Obras completas. Buenos Aires: Amorrortu (Vol.1), 1989.

Hamilton, E. (1942). A mitologia. São Paulo: Livraria Martins Fontes, 1992.

Hess, R. Apocalipse. Redescobrindo a segunda guerra mundial. France télévision. Publicação e distribuição Logon.

Kafka, F. (1919). Carta ao pai. Porto Alegre: L&PM, 2006.

Lacan, J. (1953-4). O seminário, livro 1. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1986.

Machado, R. (2011a). Reflexões sobre os dois princípios do acontecer psíquico e algumas relações com o Projeto de Psicologia e trabalhos posteriores. Revista de Psicanálise da SPPA,18(1):145-161.

______. (2011b). Recalcamento e filogênese: sobre a saga do conde Drácula. Revista de Psicanálise da SPPA,19(3):519-542.

Mann, T. (1933). José e seus irmãos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1983.

______. (1947). Doutor Fausto. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

Miller, A. (1985). Por su próprio bien. Barcelona: Tusquets, 1992.

Niederland, W. (1974). O caso Schreber. Rio de Janeiro: Campus, 1981.

Santner, E. (1996). A Alemanha de Schreber. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

Schreber, D. P. (1903). Memórias de um doente dos nervos. São Paulo: Paz e Terra, 2010. Wikipédia, a enciclopédia livre. Tênia. Recuperado de http://pt.wikipedia.org/wiki/Tênia.

Acessado em 2012.




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v21i2.82

Direitos autorais

Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação Quadrimestral | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | Qualis: B2 Psicologia
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br