Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito ou Pago

O adolescente de hoje e a psicanálise

Virginia Ungar

Resumo


O artigo postula que a adolescência como processo deve ser abordada de uma perspectiva que abranja o mundo interno, a provisão ambiental e o momento histórico-sócio-político em que o sujeito atravessa sua crise vital. Paciente e analista são seres socializados que respondem às condições da cultura de cada época. O corpo tem uma presença contundente nesta etapa vital, e é assim que a adolescência pode ser considerada como paradigmática do enlaçamento
do corporal, do psíquico e do social. Para o trabalho analítico com pacientes desta idade, precisa-se de uma plasticidade especial que também tem que incluir a tentativa de compreender os códigos adolescentes. Neste sentido é abordado o tema de como os avanços tecnológicos chegam até nosso consultório e, da mesma maneira, a compreensão da sexualidade a partir dos pontos de vista arraigados nas novas configurações familiares. No que se refere a este último ponto, postula-se a necessidade de diferenciar privacidade de intimidade, pensada esta última como aquele espaço mental onde se desenvolve a formação de símbolos. Há também uma referência aos quadros de latência prolongada, tão comuns nas consultas de nossos tempos (AU)


Palavras-chave


Adolescência; Subjetivação; Configurações familiares; Realidade virtual

Texto completo:

PDF

Referências


BAINBRIDGE, D. (2009). Nota publicada no jornal La Nación, 16 de agosto de 2009.

BION, W.R. (1976) “Turbulencia emocional”, em Seminarios clínicos y cuatro textos. Buenos Aires: Lugar editorial, 1992.

FREUD. S. (1909) La novela familiar de los neuróticos Buenos Aires: Amorrortu, vol. IX, 1976.

GABBARD, G. (2009). Palestra no painel “El lugar de la realidad virtual en el psicoanálisis” 46ª

Congresso da Associação Psicanalítica Internacional, sexta-feira 31 de julho de 2009, Chicago, USA.

MELTZER, D. (1967). El Proceso Psicoanalítico. Buenos Aires: Hormé, 1968.

. (1973) Estados Sexuales de la mente. Buenos Aires: Kargieman, 1974.

. (1993) Adolescentes. Buenos Aires: Spatia, 1998.

. (2006) La tarea clínica con adolescentes hoy. In: Adolescencias: Trayectorias turbulentas. Buenos Aires: Paidós.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista de Psicanálise da SPPA

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação em fluxo contínuo | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | Qualis B1 (Psicologia)


INDEXADORAS

BiViPsi | Biblioteca Virtual de Psicanálise (FEPAL)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
EBSCO | Academic Search Ultimate (EBSCO Industries, Inc. USA)
Latindex (Diretório) | Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
PsycINFO | American Psychoanalytical Association (APA)
Scholar | Google Acadêmico

 
Rua General Andrade Neves, 14/402 | Centro Histórico | 90010-210 | Porto Alegre, RS | Brasil-| +55 51 98487 0158 | revista@sppa.org.br