Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

Vida anímica primitiva e subjetividade: o que realmente disseram as pioneiras Spielrein e Deutsch?

Idete Zimerman Bizzi

Resumo


Decorridas várias décadas desde as suas publicações, os sentidos originais de alguns trabalhos psicanalíticos clássicos se perdem em meio às culturas contemporâneas e, eventualmente, fica escotomizada a conexão consciente entre a ideia e seu autor. Sabina Spielrein e Helene Deutsch, pioneiras, possuem em comum o fato de terem desenvolvido, a seu tempo, conceitos fundamentais à psicanálise, apesar de serem, atualmente, pouco lidas e estudadas. Spielrein, entre outras significativas contribuições, propõe, em 1912, a noção de pulsão destrutiva, fagulha inspiradora para Freud desenvolver a dualidade das pulsões em 1920. Deutsch, em 1926, dentre outras formulações originais, elabora o conceito de intuição e de distintas modalidades identificatórias na relação terapêutica, as quais contêm a essência da classificação contratransferencial desenvolvida por Racker na década de 1960, muito marcante na América Latina. Spielrein e Deutsch compartilham, sob vértices distintos, a compreensão da mente humana através de um viés dual, e enfatizam a primitiva interação entre sujeito e objeto, reeditada na transferência, podendo ser consideradas precursoras da abordagem intersubjetiva em psicanálise. A revisão do percurso pessoal e da produção psicanalítica dessas pioneiras, neste trabalho, pretende fazer jus à riqueza conceitual legada por ambas, além de destacar a importância, em geral, da leitura dos trabalhos clássicos originais como salutar fonte de inspiração, em busca por coerência e veracidade científicas (AU)

Palavras-chave


História da psicanálise; Contratransferência; Intuição; Subjetividade; Intersubjetividade

Texto completo:

PDF

Referências


Alexander, F., Eisenstein, S., & Grotjahn, M. (1966). A história da psicanálise através dos seus pioneiros. Porto Alegre: Artes Medicas, 1981.

Balsam, R. H. (2015). Sabina Spielrein in Vienna, 1911-1912: muse and nemesisi. In Sabina Spielrein. Forgotten pionner of psychoanalysis (pp. 172-184). London: Routledge.

Bion, W. R. (1992). Conversando com Bion: quatro discussões com W. R. Bion, Bion em Nova Iorque e em São Paulo. Rio de Janeiro: Imago. (Trabalho original publicado em 1978)

Bollas, C. (1992). Forças do destino: psicanálise e idioma humano. Rio de Janeiro: Imago.

Bolognini, S. (2003). Psychoanalytic empathy. London: Free Association, 2004.

Bronner, A. (2011). The three histories of the Vienna Psychoanalytical Society. In P. Loewenberg (Ed.). 100 Years of the IPA: The centenary history of the International Psychoanalytical Association 1910-2010, evolution and change (pp. 9-24). London: Karnac.

Carpeaux, O. M. (1999). Ensaios reunidos. (Vol. 1). Rio de Janeiro: Univer Cidade

Covington, C. (2015). Introduction. In Sabina Spielrein. Forgotten pionner of psychoanalysis (pp. 1-13). London: Routledge.

Deutsch, H. (1934a). Clinical and theoretical aspects of “As If” characters. In The therapeutic process, the self, and female psychology: collected psychoanalytic papers (pp. 215-220). New Brunswick: Transaction Publishers.

Deutsch, H. (1934b). On a type of pseudo-affectivity. In The therapeutic process, the self, and female psychology: collected psychoanalytic papers (pp.193-207). New Brunswick: Transaction Publishers.

Deutsch, H. (1945). Psychology of women (Vol. 2). Nova Iorque: Grune & Stratton.

Deutsch, H. (1973). Confrontations with myself. New York: W. W. Norton & Company.

Deutsch, H. (1996). Procesos ocultos durante el psicoanálisis. Revista de Psicoanalisis, 53: 505- 518. (Trabalho original publicado em 1926)

Etchegoyen. R. H. (1987). Fundamentos da técnica psicanalítica. Porto Alegre: Artes Médicas.

Ferro, A. (1997). Na sala de análise: emoções, relatos, transformações. Rio de Janeiro: Imago, 1998.

Freud, S. (1966). Beyond the pleasure principle. In The standard edition of the complete psychological works of Sigmund Freud (Vol. 18, pp. 7-64). London: Hogarth, 1966. (Trabalho original publicado em 1920)

Lothane, Z. (2015). Tender love and transference: unpublished letters of C. G. Jung and Sabina Spielrein (with an addendum/discussion. In Sabina Spielrein. Forgotten pionner of psychoanalysis (pp. 126-157). London: Routledge.

McGuire, W. (1974). The Freud/Jung letters. Princeton: Princeton University Press.

Ogden, T.H. (2016). Reclaiming unlived life. London: Routledge.

Ovcharenko, V. (1999). Love, psychoanalysis and destruction. Journal of Analytical Psychology, 44, 355-373.

Racker, H. (1982). Os significados e usos da contratransferência. In Estudos sobre técnica psicanalítica (pp. 120-157). Porto Alegre: Artes Médicas. (Trabalho original publicado em 1953)

Roazen, P. (1981). Introduction of “Two cases of induced insanity”. Int. J. Psycho-anal. 62: 139-145.

Sayers, J. (1991). Mothers of psychoanalysis. New York: W Norton & Company.

Spielrein, S. (2015a). Destruction as the cause of coming into being. In Forgotten pionner of psychoanalysis (pp. 185-212). London: Routledge. (Trabalho original publicado em 1912)

Spielrein, S. (2015b). Three psychoanalytical studies. In Forgotten pionner of psychoanalysis (pp. 213-220). London: Routledge. (Trabalho original publicado em 1913)

Spielrein, S. (2015c). The origin of the child’s words pappa and mama. Some observations on the different stages in language development. In Forgotten Pionner of Psychoanalysis (pp. 233-248). London: Routledge. (Trabalho original publicado em 1922)

Wharton, B. (2015). Comment on Spielrein’s Paper “The origin of the child’s words papa and ama”. In Sabina Spielrein. Forgotten pionner of psychoanalysis (pp. 249-250). London: Routledge.

Winnicott, D. W. (1975). O uso de um objeto e relacionamento através de identificações. In O brincar e a realidade. Rio de Janeiro: Imago. (Trabalho original publicado em 1968)




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v27i2.627

Direitos autorais 2020 Idete Zimerman Bizzi

Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação Quadrimestral | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | Qualis: B2 Psicologia
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br