Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

A experiência materna do parto: confronto de desamparos

Tagma Schneider Donelli, Nara Amália Caron, Rita de Cássia Sobreira Lopes

Resumo


Lidar com o desamparo humano ao longo da vida é e sempre será um grande desafio. Pensamos o parto como um dos momentos de maior desamparo, senão o maior, vivido não só pelo bebê humano, em dependência real total, mas também pela mãe, que se encontra, ela própria, regredida, dependente do bebê. Com o objetivo de refletir sobre a situação de desamparo experimentada pelas mulheres no parto, são utilizadas vinhetas de observações do trabalho de parto, do parto e pósparto, em um Centro Obstétrico de um hospital público, com a aplicação do método Bick neste contexto. Foi percebido em muitas parturientes o desespero diante do risco de estar entrando em um espaço estranho, apavorante, desafiando a morte e a loucura. Vivenciar a regressão física e emocional que ocorre no parto é realmente um desafio máximo à mulher em seus limites e em sua flexibilidade no transitar em diferentes níveis de sua estrutura psíquica (AU)


Palavras-chave


Parto; Desamparo; Método Bick

Texto completo:

PDF

Referências


BICK, E. (1964). Notes on infant observation in psycho-analytic training. Int. J. Psychoanal.,

v. 45, n. 4, p. 97-115.

DEUTSCH, H. (1977). La psicología de la mujer. Buenos Aires Losada.

DONELLI, T. S. (2008). Descortinando a vivência emocional de mulheres em um centro obstétrico:

uma investigação sobre o parto através do método Bick. Porto Alegre: UFRGS. Tese de doutorado.

FREUD, S. (1895). Projeto para uma psicologia científica. In: Edição standard brasileira das

obras psicológicas completas de Sigmund Freud. v. 1. Rio de Janeiro: Imago, 1987, p. 333-454.

. (1926). Inibição, sintoma e angústia. In: Edição standard brasileira das obras psicológicas

completas de Sigmund Freud. v. 20. Rio de Janeiro: Imago, 1987, p. 95-204.

RANK, O. (1923). El trauma del nacimiento. Buenos Aires: Paidós, 1961.

RUSTIN, M. J. (2001). Looking in the right place: complexity theory, psychoanalysis and infant

observation. In: Conference – origins and evolution: the interplay of attachment theory and British

objects relations. Under Fives Study Centre, University of Virginia, Charlottesville, UK.

WINNICOTT, D. W. (1949). Recordações do nascimento, trauma do nascimento e ansiedade. In:

Da pediatria à psicanálise. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1993, p. 313-340.

. (1951). Objetos transicionais e fenômenos transicionais. In: Da pediatria à psicanálise.

Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1993, p. 389-408.

. (1956). Preocupação materna primária. In: Da pediatria à psicanálise. Rio de Janeiro:

Francisco Alves, 1993, p. 491-498.

. (1966). A mãe dedicada comum. In: Os bebês e suas mães. São Paulo: Martins Fontes,

, p. 1-12.

. (1968). A comunicação entre o bebê e a mãe e a mãe e o bebê. In: Os bebês e suas mães.

São Paulo: Martins Fontes, 1987, p. 79-96.

. (1969). A experiência mãe-bebê de mutualidade. In: Explorações psicanalíticas. Porto

Alegre: Artes Médicas, 1994, p. 195-202.

. (1990). A experiência do nascimento. In: Natureza humana. Rio de Janeiro: Imago,

p. 165-172.




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v19i2.558

Direitos autorais 2012 Revista de Psicanálise da SPPA

Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação Quadrimestral | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | Qualis: B2 Psicologia
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br