Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

Psicanálise e história: um olhar sobre a desigualdade no Brasil

Bárbara de Souza Conte

Resumo


O trabalho aborda a experiência desenvolvida há 9 anos na Sigmund Freud Associação Psicanalítica, denominada SIG Intervenções Psicanalíticas, que promove intervenções clínico-políticas nos locais onde pessoas em sofrimento solicitam escuta. Os grupos de escuta e de testemunho constituem modalidades grupais do trabalho, agindo junto a sujeitos que sofrem violência com efeitos traumáticos e que vivem em situações de exclusão e vulnerabilidade. Tais grupos oferecem espaços de fala, onde a circulação da palavra transforma o sofrimento individualizado em coletivo, assim como o encontro com o outro promove a ressignificação da experiência e reinscrição social. Discute a maneira através da qual os mecanismos de silenciamento e desmentido que mantem o não dito levam à repetição que obstaculiza a ação ética e a mudança. O racismo é discutido como pano de fundo da desigualdade no Brasil e como fator determinante para a reprodução de políticas de violência de Estado (AU)

Palavras-chave


Psicanálise; Intervenções; Grupos; Desigualdade; Ética

Texto completo:

PDF

Referências


Filhos é um documentário realizado por Maria Oliveira e Marta Nehring

Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência 2015

Anuário Brasileiro de Segurança Pública

Almeida, S. L. (2018). Estado e direito: a construção da raça. In M. L. Silva; M. Farias; M. C. Ocariz; A. Stiel Neto (Orgs.), Violência e sociedade. O racismo como estruturante da sociedade e da subjetividade do povo brasileiro (pp. 81-96). São Paulo: Escuta.

Bleichmar, S. (2015). Do motivo de consulta à razão de análise e outros ensaios psicanalíticos1. São Paulo: Zagodoni.

Brecht, B. (2017). Conversas de refugiados. São Paulo: Editora 34.

Butler, J. (2018). Corpos em aliança e a política das ruas. Rio de janeiro: Civilização Brasileira.

Conte, B. (2014). A clínica do testemunho. A experiência de reparação psíquica. SIG Revista de Psicanálise, 4 (1): 69-83.

Conte, B., Perrone, C. & Braga, E. (2016). Psicanálise e Intervenção no Social. In Intervenções psicanalíticas: a trama social (pp.14-27). Porto Alegre: Criação Humana.

Ferenczi, S. (1932). Confusão de língua entre os adultos e a criança. In Obras completas. Psicanálise IV. São Paulo: Marins Fontes,1992.

Ferenczi, S. (1934) Reflexões sobre o trauma. In Obras completas. Psicanálise IV. São Paulo: Marins Fontes. 1992.

Freud, S. (1919). Más allá del principio de placer. In Sigmund Freud. Obras completas. (vol.18, pp.1–68). Buenos Aires: Amorrortu.1990.

Freud, S. (1936). Um distúrbio de memória na Acrópole. In Sigmund Freud. Obras completas (vol. 22, pp. 209-222). Buenos Aires: Amorrortu.1990.

Freud, S. (1940 [1937]). La escisión del yo en el proceso defensivo. In Sigmund Freud. Obras completas. (vol. 23, pp. 271-278). Buenos Aires: Amorrortu.1990.

Gagnebin, J. M. (1999). História e narração em Walter Benjamin. São Paulo: Perspectiva. 2011.

Lacan, J. (1993). Os quatro conceitos fundamentais da psicanálise. In O seminário. Livro 11 (pp.55-65). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor.

Laplanche, J. (1989). Nuevos fundamentos para el psicoanálisis. La seducción originaria. Buenos Aires: Amorrortu.

Lopes, M. C. (2007). Inclusão escolar: currículo, diferença e identidade. In Lopes, M. C.; Dal'Lgna, M. C. (Org.). In/exclusão: nas tramas da escola (p.11-33). Canoas: Ed. ULBRA.

Todorov, T. (1993). Memorias do mal, tentação do bem. São Paulo: Arx, 2002.




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v26i3.466

Direitos autorais 2019 Bárbara de Souza Conte



Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação Quadrimestral | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | Qualis: B2 Psicologia
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br