Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

Era uma vez… Cata-Ventos . Escuta psicanalítica de crianças e adolescentes em território de vulnerabilidade social

Ana Maria Gageiro, Eda Estevanell Tavares, Renata Maria Conte de Almeida, Sandra Djambolakdjian Torossian

Resumo


O presente artigo apresenta uma intervenção psicanalítica feita na Casa dos Cata-Ventos, localizada em Porto Alegre, RS. Esta instituição foi inspirada nas Estruturas Dolto e, assim como a Casa da Árvore, localizada no Rio de Janeiro, trabalha com crianças e adolescentes em território de vulnerabilidade social. A complexidade da intervenção está discriminada no seu processo de invenção, na aposta da palavra como instrumento civilizatório e de abertura simbólica aos silenciamentos provocados pela violência, na escuta transferencial do brincar e das dificuldades escolares e, por último, na formação/ transmissão da Psicanálise presente em todo o projeto (AU)

Palavras-chave


Psicanálise na cidade; Intervenção psicanalítica; Infância; Adolescência; Vulnerabilidade social

Texto completo:

PDF

Referências


Beltrame, A. & Sousa, E. (2013). A Casa dos Cata-Ventos: uma aposta na dimensão política do brincar. Revista da APPOA. (45-46): 122-134. Recuperado de: http://www.appoa.org.br/revista/desamparo-e-vulnerabilidades/1028

Beltrame, A. & Tavares, E. (2016). A margem da transferência. Correio APPOA: Tem Cata-Ventos hoje?. (257). Recuperado de: http://www.appoa.com.br/correio/edicao/257/a_margem_da_transferencia/336

Benjamin, W. (1985). O narrador. Considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In Obras escolhidas: magia, técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense.

Bezerra, Jr., B. (1999). Prefácio: “Tecendo a rede”. In M. C. Vieira, M. C. Vicentin & M. I. Fernandes (Orgs.). Tecendo a rede: trajetórias da saúde mental em São Paulo. (pp. 18). São Paulo: Cabral Universitária.

Bezerra, Jr., B. (2008). Os desafios de um experimento. In, L. Milman & B. Bezerra Jr (Orgs.). A Casa da Árvore: uma experiência inovadora na infância. Rio de Janeiro: Garamond.

Bloch, E. (2005). O princípio esperança. Rio de Janeiro: EdUERJ Contraponto.

Costa, M. R. (2019). Casa, corpo e palavra: habita poeticamente o mundo. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Dissertação.

Dolto, F. (1985). A causa das crianças. São Paulo: Ideias e Letras, 2005.

Endo, P. C. (2005). A violência no coração da cidade: um estudo psicanalítico. São Paulo: Escuta/Fapesp.

Flesler, A. A psicanálise de crianças e o lugar dos pais. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

Freud, S. O inquietante (1919). In Obras completas, História de uma neurose infantil [“O homem dos lobos”], Além do princípio do prazer e outros textos (1917-1920). (Vol. 14). São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

Gageiro, A. M. & Torossian, S. D. (2016). A Casa dos Cata-Ventos: histórias e fissuras na práxis burguesa da psicanálise. Correio APPOA: Tem Cata-Ventos hoje?. (257). Recuperado de http://www.appoa.com.br/correio/edicao/257/a_casa_dos_cata_ventos_historia_e_fissuras_na_praxis_burguesa_da_psicanalise/340

Gageiro, A. M., Tavares, E. E., Almeida, R. M. C., Torossian, S. D. (2015). A Casa dos Cata-Ventos: uma estratégia clínica e política na atenção à infância. Correio da APPOA. (247). Recuperado de http://www.appoa.com.br/correio/edicao/247/casa_dos_cata_ventos_uma_estrategia_clinica_e_politica_na_atencao_a_infancia/226

Gagnebin, J. M. (2006). Lembrar, escrever, esquecer. São Paulo: Ed 34.

Jerusalinsky, A. (2011). Gotinhas e comprimidos para crianças sem história: uma psicopatologia pós-moderna para a infância. In A. Jerusalinsky & S. Fendrik (Orgs.). O livro negro da psicopatologia contemporânea. (pp. 231-243). São Paulo: Vialettera.

Kessler, H. P. (2017). O balanço e o tempo: a escrita da experiência na Casa dos Cata-Ventos. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Dissertação.

Lacan, J. (1945). O tempo lógico e a asserção da certeza antecipada. In Escritos. (pp. 197-213). Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

Mãe, V. H. (2017). A desumanização. Rio de Janeiro: Editora Globo Livros.

Milman, L. & Bezerra Jr, B. (2008). (Orgs.) A Casa da Árvore: uma experiência inovadora na infância. Rio de Janeiro: Garamond.

Rodulfo, R. (2004). Desenhos fora do papel: da carícia à leitura-escrita na criança. São Paulo: Casa do Psicólogo.

Rosa, M. D. (2002). Uma escuta psicanalítica das vidas secas. Textura Revista de Psicanálise. (2).

Rosa, M. D. (2008) Prefácio. In L. Milman & B. Bezerra Jr (Orgs.). A Casa da Árvore: uma experiência inovadora na infância. Rio de Janeiro: Garamond.

Souza, J. (2012). Os batalhadores brasileiros: nova classe média ou nova classe trabalhadora? Belo Horizonte: Editora UFMG.

Wottrich, L. (2018). A casa dos Cata-Ventos em cena(s). Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Dissertação.




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v26i3.465



Revista de Psicanálise da SPPA

ISSN 1413-4438 (versão impressa)
ISSNe 2674-919X (versão eletrônica)
Qualis: B2 Psicologia
Publicação Quadrimestral
Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico


Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br