Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

Narcisismo, fetichismo, consumismo e exclusão social: articulações a partir do filme O cheiro do ralo

Bruno Shimizu

Resumo


A partir da análise do filme brasileiro O cheiro do ralo (Dahlia, 2007), o presente trabalho procura demonstrar uma possível origem metapsicológica da chamada cultura do narcisismo no caráter excludente da sociedade de consumo. Para tanto, discute-se a possibilidade de articulação entre o social e o psíquico no campo da psicanálise. Por fim, tecem-se considerações sobre o fetichismo, ainda a partir da película, visto sob a óptica da dimensão social do sintoma.


Palavras-chave


filme, O cheiro do ralo, narcisismo, fetichismo, consumismo, sociedade.

Texto completo:

PDF

Referências


Agamben, G. (2004). Estado de exceção. São Paulo: Boitempo.

______. (2007). Homo sacer: o poder soberano e a vida nua I. Belo Horizonte: UFMG.

Arán, M. & Peixoto Júnior, C. A. (2007). Vulnerabilidade e vida nua: bioética e biopolítica na atualidade. Revista de saúde pública, 41(5), 849-857. Recuperado de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102007000500020&lng=en

Bauman, Z. (1998). O mal-estar da pós-modernidade. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

______. (2008). Vida para o consumo: a transformação das pessoas em mercadorias. Rio de Janeiro: Zahar.

Birman, J. (2006). Saberes do psíquico e criminalidade. In . Arquivos do mal-estar e da resistência. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, pp. 277-296.

Cabrera, J. (2006). O cinema pensa: uma introdução à filosofia através dos filmes. São Paulo: Brasiliense.

Canetti, E. (1995). Massa e poder. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

Costa, J. F. (2003). Sobre a ‘Geração AI-5’: violência e narcisismo. In ______. Violência e psicanálise. 3 ed. Rio de Janeiro: Graal, pp. 155-249.

Cunsolo, K. (2007). O cheiro do ralo, a bunda e o ‘cara da propaganda’. Recuperado de http://noticias.terra.com.br/interna/0,,OI1498221-EI6791,00.html

Dahlia, H. (Prod.). (2007). O cheiro do ralo. [S.l.]: Tristero Filmes.

Endo, P. C. (2005). A violência no coração da cidade: um estudo psicanalítico sobre as violências na cidade de São Paulo. São Paulo: Escuta.

Freud, S. (1905). Três ensaios sobre a teoria da sexualidade. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 7, pp. 117-231). Rio de Janeiro: Imago,

______. (1908). Moral sexual ‘civilizada’ e doença nervosa moderna. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 9, pp. 165-186). Rio de Janeiro: Imago, 1996.

______. (1909). Análise de uma fobia em um menino de cinco anos. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 19, pp. 13-133). Rio de

Janeiro: Imago, 1996.

______. (1914). Sobre o narcisismo: uma introdução. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 14, pp. 75-108). Rio de Janeiro: Imago, 1996.

______. (1920). Além do princípio do prazer. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 18, pp. 13-75). Rio de Janeiro: Imago, 1996.

______. (1921). Psicologia de grupo e análise do ego. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 18, pp. 77-154). Rio de Janeiro: Imago, 1996.

______. (1923). O ego e o id. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 19, pp. 15-80). Rio de Janeiro: Imago, 1996.

______. (1927a). O fetichismo. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 21, pp. 155-160). Rio de Janeiro: Imago, 1996.

______. (1927b). O futuro de uma ilusão. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 21, pp. 13-63). Rio de Janeiro: Imago, 1996.

______. (1929). O mal-estar na civilização. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 21, pp. 67-148). Rio de Janeiro: Imago, 1996.

______. (1938). A divisão do ego no processo de defesa. In . Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud (Vol. 23, pp. 289-296). Rio de Janeiro: Imago, 1996.

Green, A. (1998). A mãe morta. In . Narcisismo de vida/ narcisismo de morte. São Paulo: Escuta, pp. 239-273.

Kehl, M. R. (1998). Fetichismo. Recuperado de http://www.mariaritakehl.psc.br/conteudo.php?id=15

Kusnetzoff, J. C. (1982). Introdução à psicopatologia psicanalítica. 5 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Laplanche, J. & Pontalis, J-B. (2001). Vocabulário da psicanálise. 4 ed. São Paulo: Martins Fontes.

Lasch, C. (1983). A cultura do narcisismo: a vida americana numa era de esperanças em declínio. Rio de Janeiro: Imago.

______. (1986). O mínimo eu: sobrevivência psíquica em tempos difíceis. São Paulo: Brasiliense.

Mutarelli, L. (2002). O cheiro do ralo. São Paulo: Devir.

Safatle, V. (2010). Fetichismo: colonizar o outro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Saroldi, N. (2011). O mal-estar na civilização: as obrigações do desejo na era da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v21i1.31

Direitos autorais



Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação Quadrimestral | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | Qualis: B2 Psicologia
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br