Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

Comentários sobre Além do princípio do prazer

Paulo Henrique Favalli, Jair Knijnik, Ana Rita Taschetto, Lúcia Chassot Rubin, Márcia Padilla Knijnik

Resumo


Este trabalho é resultante de discussões havidas em um grupo cujopropósito é reestudar a obra de Freud. Decidimos por apresentar nossareleitura do Além do princípio do prazer (Freud, 1920) por ser esse umdos textos que mais tem provocado polêmicas entre os psicanalistas.Optamos por expor nossas observações sobre quatro temas que dominama teorização de Freud. O primeiro desses temas refere-se à superposiçãoentre um princípio econômico de quantidades de energias e outro dequalidades sensoriais como prazer e desprazer. A dificuldade teóricaparece resultar da tentativa de equacionar prazer e descarga. Sugerimosrealocar o princípio do prazer fora da teoria econômica, definindo seuespaço dentro da experiência estética (sensorial). Outra teorizaçãodesenvolvida no texto diz respeito às energias livres e ligadas.Questionamos a proposta freudiana que sugere ser a energia livrecaracterística do processo primário, sendo energia ligada própria doprocesso secundário. O terceiro tema sobre a compulsão à repetição nosleva a reconhecer duas formas de ocorrência deste fenômeno: uma queseria impulsionada por Eros, na tentativa de viabilizar ligações, e outra que visaria apenas à descarga, no sentido de manter a inércia. Finalizando,buscamos construir uma abordagem crítica à tentativa de relacionar ódioe agressão com a pulsão de morte.

Palavras-chave


pulsão de morte, pulsão de vida, princípio do prazer, ligação, desligamento, compulsão à repetição, ódio, agressividade.

Texto completo:

PDF

Referências


Borges, J. L. (1944). Funes el memorioso. In Ficciones. Buenos Aires: La Nación, 2005.

Freud, S. (1895). Estudos sobre histeria. In Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 2, pp. 5-297). Rio de Janeiro: Imago, 1976.

Freud, S. (1900). A interpretação dos sonhos. In Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vols. 4 e 5). Rio de Janeiro: Imago, 1972.

Freud, S. (1911). Formulações sobre os dois princípios do acontecer psíquico. In Obras psicológicas de Sigmund Freud: escritos sobre a psicologia do inconsciente (Vol. 1, pp. 63-77) Rio de Janeiro: Imago, 2004.

Freud, S. (1915). Pulsões e destinos da pulsão. In Obras psicológicas de Sigmund Freud: escritos sobre a psicologia do inconsciente (Vol.1, pp. 133-173). Rio de Janeiro: Imago, 2004.

Freud, S. (1920). Além do princípio do prazer. In Obras psicológicas de Sigmund Freud: escritos sobre a psicologia do inconsciente (Vol.2, pp. 123-198). Rio de Janeiro: Imago, 2006.

Freud, S. (1923). O eu e o id. In Obras psicológicas de Sigmund Freud: escritos sobre a psicologia do inconsciente (Vol.3, pp. 13-92). Rio de Janeiro: Imago, 2007.

Freud, S. (1924). O problema econômico do masoquismo. In Obras psicológicas de Sigmund Freud: escritos sobre a psicologia do inconsciente (Vol.3, pp. 103-124). Rio de Janeiro: Imago, 2007.

Freud, S. (1926). Inibições, sintomas e ansiedade. In Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. (Vol. 20, pp. 95-201). Rio de Janeiro: Imago, 1976.

Laplanche, J. & Pontalis, J-B. (1967). Vocabulaire de la psychanalyse. Paris: PUF, 1973.




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v21i3.152

Direitos autorais

Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação Quadrimestral | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | Qualis: B2 Psicologia
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br