Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

Psicanálise, literatura e o sujeito do desejo

Bárbara Taveira Fleury Curado, Eliana Rigotto Lazzarini

Resumo


Resumo

Objetivamos mostrar como a literatura pode exercer uma função analítica, ou seja, auxiliar o sujeito no encontro de sua verdade – caminho parcial e singular de encontro com seu desejo. Para isso buscamos respaldo na estética do desejo, o que quer dizer no estudo das questões estéticas através do sujeito cindido da psicanálise. Assim, ao longo do trabalho foram utilizados fragmentos literários para defendermos a literatura como um encontro com si mesmo, esse si sendo um eterno metade não-saber.

Palavras-chave: estética, psicanálise, literatura, sujeito, desejo.

 

 

Abstract

Psychoanalysis, literature and the subject of desire

The objective of this work is to show how literature can have an analytic function, i.e., help the subject to meet his own truth – a partial and unique path to meet his desire. For this, we seek support in the aesthetics of desire, which means the study of aesthetic issues through the split subject of psychoanalysis. Thus, it uses literary fragments throughout the work to defend the literature as an encounter with oneself, even if that self is an eternal half-unknown.

Keywords: aesthetics, psychoanalysis, literature, subject, desire.

 

 

Resumen

Psicoanálisis, literatura y el sujeto del deseo

El intento de este trabajo es mostrar como la literatura puede ejercer una función analítica, es decir, ayudar el sujeto en el encuentro de su verdad – el camino parcial y singular de encontrar su deseo. Para esto buscamos apoyo en la estética del deseo, a saber, el estudio de las cuestiones estéticas a través del sujeto escindido del psicoanálisis. De este modo, se utilizaron fragmentos literarios para defender la literatura como un encuentro consigo mismo, incluso este sí mismo siendo un eterno mitad sin-saber.

Palabras clave: estética, psicoanálisis, literatura, sujeto, deseo.

 


Palavras-chave


Estética; Psicanálise; Literatura; Sujeito do desejo

Texto completo:

PDF

Referências


Barros, M. de (1993). Biblioteca Manoel de Barros [coleção]: O livro das ignorâncias. São Paulo: Leyla, 2013.

Barros, M. de. (1996). Biblioteca Manoel de Barros [coleção]: Livro sobre nada. São Paulo: Leyla, 2013.

Barros, M. de. (2010). Poesia completa. São Paulo: Leya.

Barthes, R. (1978). Aula. Trad. de Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Cultrix.

Chnaiderman, M. & Pinheiro, R. (2008). Sobreviventes [Filme-Documentário]. Brasil. 52 min.

Darwin, C. (1859). A origem das espécies. [S.L.]: Ediouro Publicações, 2004.

Eco, U. (1971). A estrutura ausente. Trad. de Pérola de Carvalho. São Paulo: Perspectiva.

França, M. I. (2012). Psicanalise, estética e ética do desejo. São Paulo: Perspectiva.

Freud, S. (1905). Três ensaios sobre a teoria da sexualidade. In Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 7), Rio de Janeiro: Imago, 1996.

Freud, S. (1908[1907]). Escritores criativos e devaneio. In Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 9), Rio de Janeiro: Imago, 1996.

Freud, S. (1917). Uma dificuldade no caminho da psicanálise. In Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 14), Rio de Janeiro: Imago, 1996.

Freud, S. (1919). O estranho. In Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 17), Rio de Janeiro: Imago, 1996.

Freud, S. (1920). Além do princípio de prazer. In Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 13), Rio de Janeiro: Imago, 1996.

Freud, S. (1930[1929]). O mal-estar na civilização. In Edição standard das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 21), Rio de Janeiro: Imago, 1996.

Garcia-Roza, L. A. (1990). O mal radical em Freud (5.ed.), Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

Jorge, M. A. C. (2000). Fundamentos da psicanálise de Freud a Lacan. In As bases conceituais (Vol. 1, 2 ed.), Rio de Janeiro: Zahar, 2005.

Lacan, J. (1949). O estádio do espelho como formador da função do eu. In Escritos. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

Lacan, J. (1954/1955). O seminário livro 2: o Eu na teoria de Freud e na técnica da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar. 1985.

Lacan, J. (1959/1960). O Seminário livro 7: a ética da psicanálise (2.ed.), Rio de Janeiro: Zahar.

Lacan, J. (1963/1964). O Seminário livro 11: os quatro conceitos fundamentais da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar. 1985.

Lacan, J. (1972/1973). O Seminário livro 20: mais, ainda. 3 ed. – Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

Lajolo, M. (1981). O que é literatura. São Paulo: Brasiliense. (Col. Primeiros Passos).

Lispector, C. (1977). A hora da estrela. Rio de Janeiro. Rocco, 1998.

Marder, H. (2011). Virginia Woolf: a medida da vida. São Paulo: Cosac Naify.

Paz, O. (2012). O arco e a lira. São Paulo: Cosac Naify.

Saramago, J. (1995). Ensaio sobre a cegueira. São Paulo: Companhia das Letras.

Valas, P. (2001). As dimensões do gozo: do mito da pulsão à deriva do gozo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v22i2.128

Direitos autorais

Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação Quadrimestral | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | Qualis: B2 Psicologia
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br