Acesso Livre Acesso Livre  Acesso restrito Acesso Restrito

A questão da formação psicanalítica na SPPA

Luiz Carlos Mabilde

Resumo


O autor reflete sobre o ensino na SPPA e aprofunda o exame de sua formação psicanalítica. Propõe uma discussão aberta e dialética sobre aspectos evolutivos, conflitivos e ideológicos que caracterizam sua história. São estabelecidas três fases do seu desenvolvimento e fatos marcantes que as delimitaram. Por ultimo, o autor conclui ser a existência de duas correntes opostas de opinião – conservadora e progressista – a responsável por distintas formas de conceber/executar o ensino e seus inevitáveis conflitos. Ensino psicanalítico de psicanálise versus ensino de psicanálise, eis a questão!

 

The question of psychoanalytic training at SPPA

The author reflects on the education at SPPA and deepens the examination of his psychoanalytic training. He proposes an open and dialectical discussion about evolutionary, conflicting and ideological aspects, which characterize his history. Three phases of its development and milestones are established. Finally, the author concludes that the existence of two opposing currents of opinion – conservative and progressive – are responsible for different forms of understating and fulfilling the education and its inevitable conflicts. Psychoanalytic education of psychoanalysis versus education of psychoanalysis, this is the question!



Palavras-chave


formação psicanalítica; ensino psicanalítico; alternativas de ensino

Texto completo:

PDF

Referências


Araújo, M. S., Eizirik, C. L., Gus, M. & Mabilde, L. C. (2002, septiembre). O Instituto como setting para as funções didáticas: algumas reflexões (Relatório oficial da SPPA) Congreso Latinoamericano de Psicoanálisis, 24 e Congreso de Institutos de Psicoanálisis, 1. Montevidéu, Uruguay.

Calich, J. C., Hartke, R., Levy, R. & Lewkowicz, S. (1995). A idealização e seus desvios na formação analítica: novas reflexões. Revista de Psicanálise da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre, 2 (3), 455-463.

Eitingon, M. (September, 1925). Eitingon education: preliminary discussion of the question of analytical training. In Bulletin of IPA. [Londres: IPA].

Eizirik, C. L. (1996a). Contexto sócio-econômico e formação analítica. Revista de Psicanálise da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre, 2 (2), 277-285.

_____ (1996b). A contratransferência do analista didata e seus destinos (Relatório oficial da SPPA). Congreso Latinoamericano de Psicoanálisis, 21. Monterrey, EUA, 1996.

Erlich, S. (2006). Relatório do Comitê da IPA. [Londres: IPA].

Freud, S. (1914). A história do movimento psicanalítico. In _____. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 14, pp. 12-119). Rio de Janeiro: Imago, 1972.

_____. (1925). Prefácio a juventude desorientada, de Aichhorn. In _____. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 19, pp. 338-345). Rio de Janeiro: Imago, 1972.

Gus, I., Mabilde, L. C., Araújo, M. S., Gus, M., Levy, R. & Lewkowicz, S. (2008, septiembre). O ideal do ego na inter-relação instituto-candidato (Relatório oficial da SPPA). Congreso Latinoamericano de Psicoanálisis, 22. Santiago, Chile.

Gus, M. (2001). A dificuldade de transmissão e prática do método psicanalítico nas condições atuais da clínica. Revista Brasileira de Psicanálise, 35 (3), 441-51.

Laplanche, J. (1980). A angústia. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

Levy, R. (2007). A responsabilidade ética na transmissão da psicanálise. Revista Brasileira de Psicanálise, 41 (4), 39-52.

Mabilde, L. C. (1998a). O ensino psicanalítico na SPPA: estudo sobre as condições atuais de seus professores. Congresso Brasileiro de Psicanálise, 20, Brasília, DF, Brasil, nov. 2005.

_____. (1998b). A questão do ensino psicanalítico na SPPA. Revista de Psicanálise da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre, 5 (3), 305-306.

_____. (1998c). Trocando de século e de modelo: contraponto à inércia do ensino psicanalítico. Revista Latinoamericana de Psicoanálisis, 2 (1), 267-70.

_____. (2002). Revisitando nossos critérios e procedimentos na área do ensino (Trabalho apresentado a Comissão de ensino do Instituto da SPPA). Porto Alegre.

_____. (2003). O didata como analista e o candidato como paciente. Pré-Congresso Didático do Congresso Brasileiro de Psicanálise, 16, Recife.

_____. (2007a, July). Sobre critérios para avaliação final do candidato com base no trabalho clínico supervisionado. Pre-congress workshop for training analysts, 45. Berlim, Alemanha.

_____. (2007b, outubro). A extensão da análise é muito longa? Encontro de Institutos de Psicanálise da América Latina, 11, São Paulo.

_____. (2008, mayo). El narcisismo Professional em la vida del analista. Congreso Argentino de Psicoanálisis, 7, Córdoba, Argentina.

_____. (2009, maio). O narcisismo do paciente, do analista e da instituição: compulsão ou pesadelo? Congresso Brasileiro de Psicanálise, 22, Rio de Janeiro.

Mabilde, L. C., Berlim, G. I., Faria, C. G., Machado, P. M. & Pechansky, I.(2000). Prometeu y el destino del didacta. Revista Latinoamericana de Psicoanálisis, 4 (1), tomo II, 379-89.

Mabilde, L. C., Berlim, G. I., Gus, M. & Nogueira, J. A. (2007). Percurso rumo a um modelo atualizado de formação analítica na SPPA (Relatório oficial da SPPA). Pré-Congresso Didático de Psicanálise, 21, Porto Alegre.




DOI: https://doi.org/10.5281/sppa%20revista.v20i3.102

Direitos autorais

Revista de Psicanálise da SPPA | Publicada desde 1993 (1988-93 com o nome de Arquivos de Psicanálise da SPPA)

Publicação Quadrimestral | ISSN 1413-4438 (versão impressa) | ISSNe 2674-919X (versão eletrônica) | Qualis: B2 Psicologia
 
INDEXADORAS:
LILACS | Biblioteca Virtual da Saúde (OPAS - BIREME)
CLASE | Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM)
Scholar | Google Acadêmico

Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre

Rua General Andrade Neves, 14/402 | 90010-210 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone +55 (51) 3224-3340 | WhatsApp (51) 9 8487-0158 | E-mail: revista@sppa.org.br